Não deixe o tempo passar tão rápido

Home  /  Comportamento  /  Não deixe o tempo passar tão rápido

Não deixe o tempo passar tão rápido

Post type Image 11
jul,2016
Author Comment
Blog Post Like
21

Hoje reencontrei uma amiga de infância por ocasião do falecimento de sua avó. E ao chegar em casa me dei conta que a vida depois dos 40, tenho a impressão, de que passa bem mais rápido. E então, percebi, como deixamos de nos falar com a frequência que nos falávamos há um bom tempo atrás. A vida de cada uma seguiu seu rumo, e a correria, os afazeres, os amores, e tantas outras interferências acabaram nos afastando fisicamente, mas sei que a amizade que construímos será para a vida toda.

Que estranho reencontrar pessoas tão queridas em momentos difíceis, tristes. Sinceramente, velórios não são para isso. Mas é o que tem acontecido comigo e tantas outras pessoas. E não é para ser assim, não mesmo!!!! Não podemos deixar para depois o telefonema, a mensagem, o encontro. Temos tanto tempo para Facebook, WhatsApp, Instagram, jogos, mas estamos sempre apressados para a conversa na porta de casa, na padaria, ou mesmo para aquele café na cozinha da amiga jogando conversa fora.

Sinceramente, hoje me dei conta como me faz falta aquela conversa cheia de lembranças, cheia de cumplicidade e descompromissada com uma amiga. E o mais importante, como isso me faz bem.

amigos

Amigos serão sempre amigos…

Que não precisemos de velórios para reencontros. Que tenhamos sempre aqueles minutos, ou horas, para rever amigos e jogar conversa fora. E se não for possível, que não esqueçamos de dizer para eles o quanto são importantes para nós. Ainda que seja por uma simples mensagem.
(Para Ana Paula, Graciely e Patrícia. Minhas melhores amigas da infância)

 

Sobre o Autor

Author
Mônica Fernandes
Fatos cotidianos, histórias interessantes e lembranças a partir da percepção de Mônica Fernandes, conhecida por seus trabalhos de mobilização por bens comuns.